Webmail
Voltar ao início



 
Pesquisa | por tema

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

home Home | noticias


Alunos da Computação do Univem destacam-se como Bolsistas Fapesp

O aluno do curso de Bacharelado em Ciência da Computação do Univem, Thiago Aparecido Gonçalves da Costa é mais um aluno contemplado com a bolsa de pesquisa mais concorrida no universo acadêmico, a bolsa Fapesp. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo é uma das principais agências de fomento à pesquisa científica e tecnológica do país. Com autonomia garantida por lei, a Fapesp está ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo e apoia projetos de pesquisa em universidades e empresas do Estado. 

Segundo o Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, coordenador de pesquisa e extensão do Univem, as bolsas Fapesp são disputadas por alunos de todo Estado de São Paulo, incluindo instituições públicas como Usp, Unesp, Unicamp e Universidades Federais.  O processo seletivo é muito rigoroso e os projetos são avaliados com base na sua originalidade e relevância científica. O aluno deve ter um notório histórico acadêmico, que inclui a participação em eventos e publicações.

A pesquisa do aluno Thiago faz parte de um projeto de pesquisa desenvolvido no Grupo de Pesquisa Inovação em Tecnologias Informacionais Computacionais vinculado ao Computing and Information Systems Research Lab – COMPSI, laboratório de pesquisa em Computação e Sistemas de Informação, que congrega várias atividades ligadas à prática docente e discente dos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação do Centro Universitário Eurípides de Marília. Este projeto está sendo desenvolvido em parceria com a Universidade de São Paulo (Usp) e a Universidade Federal do Sergipe (UFS) onde os professores doutores Elvis Fusco e Fábio Dacêncio Pereira desenvolvem seus pós-doutorados.

Alunos bolsistas Valdir, Fernanda, Monique, Thiago e Jordan.

 

A trajetória do aluno e o projeto

No terceiro ano do Ensino Médio em 2013, Thiago participou da 1ª Olimpíada de Programação para Alunos do Ensino Médio oferecida pelo Univem, no qual foi um dos vencedores da competição. Consequentemente, devido a esta conquista, despertou interesse por programação e começou a cursar Ciência da Computação no Univem.

No primeiro ano participou de um programa de estágio de 3 meses oferecido pela instituição em parceria com a Boa Vista Serviços destinado aos finalistas da Olimpíada do Ensino Médio.

Posteriormente, estagiou como tutor presencial do Núcleo de Educação à Distância do Univem e foi bolsista de iniciação científica financiada pelo CNPq, durante 3 anos e agora iniciará sua pesquisa fomentada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Seu projeto intitulado “Arquitetura de Apoio a Processos de Inovação Baseada em Estruturas Informacionais Semânticas” possui o objetivo de estabelecer um mecanismo computacional de extração de dados de fontes informacionais produzidos pelos atores de inovação (governo, estado e universidades) em um espaço informacional delimitado a Parques Tecnológicos e Centros de Inovação Tecnológica credenciados ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI), no qual estes mecanismos serão capazes de se adaptar a mudanças de contexto e consequentemente proporcionar uma extração semântica de informação que será a base da plataforma de apoio aos ambientes de inovação consolidados.

Outros alunos bolsistas FAPESP da Computação do UNIVEM

Atualmente os alunos Valdir Amâncio Pereira Jr. e Fernanda  Mayumi Onuma Tachibana também são bolsista Fapesp. Estes alunos já participaram e publicaram em eventos internacionais em países como EUA e Argentina e também tiveram seus trabalhos de pesquisa publicados nos melhores eventos nacionais na área de computação.

Fernanda, destaca que seu projeto de pesquisa intitulado como “Análise de Metodologias de Implementação e Desempenho em FPGA dos Algoritmos Criptográficos Leves Simon, Speck e Simeck”, trata-se de uma análise sobre mecanismos tecnológicos da área de segurança da informação, que garantem a proteção de informações contidas em dispositivos que possuem recursos limitados como smartphones e dispositivos que compõe a Internet das Coisas.

O projeto iniciou-se no primeiro semestre do ano de 2016, desenvolvendo uma forma de assegurar a proteção de dispositivos limitados, onde estes muitas vezes armazenam e transmitem informações pessoais.

No decorrer da pesquisa, foram implementados três algoritmos criptográficos, chamado cifra de bloco leve, estes específicos para os cenários onde os recursos são limitados em relação ao processamento e a bateria. Isto feito, foram analisadas e propostas novas arquiteturas que podem aumentar o desempenho destes algoritmos quando implementadas em dispositivos limitados. Esta área da segurança da informação está em constante desenvolvimento pela necessidade de proteção deste tipo de dispositivo que gradualmente está ganhando visibilidade

Valdir comenta que seu projeto de pesquisa intitulado “Desenvolvimento de soluções para a melhoria da consciência situacional em ambientes de gerenciamento de emergências”, apresenta um conjunto de métodos e ferramentas que juntas compõem uma solução para melhorar sistemas de monitoramento e mapeamento de emergências, tais como os adotados pelas forças de segurança (ex: polícia, bombeiros, etc). 

O projeto demonstra como melhorar a inteligência destes sistemas, de forma que tarefas de localização de pessoas e objetos de interesse e a logística dos recursos para busca e apreensão sejam realizadas com maior eficácia e eficiência, como, por exemplo, para obter melhores dados sobre um determinado crime e proporcionar um melhor atendimento à ocorrência.

Os orientadores Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, Prof. Dr. Elvis Fusco e Prof. Dr. Leonardo Castro Botega destacam que esses alunos serão futuros candidatos a ingressar nos melhores programas de mestrado do país, como já é tradição dos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação do Univem.

Além dos bolsistas Fapesp os cursos contam com bolsistas CNPq que atuam no laboratório de pesquisa do COMPSI. O CNPq do Governo Federal concede bolsas para a formação de recursos humanos no campo da pesquisa científica e tecnológica, em universidades, institutos de pesquisa, centros tecnológicos e de formação profissional, tanto no Brasil como no exterior. Neste contexto, destacam-se os bolsistas Jordan Ferreira Saran e Monique Elen Fernandes Altero.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos na área de TI do Univem, destaca que estes alunos competem com os melhores alunos de universidade públicas de renome em eventos e prêmios. Elvis comenta que o aluno Thiago Aparecido Gonçalves da Costa, que acaba de conquistar uma bolsa Fapesp também conquistou uma bolsa do Santander Universidade e passará um período de intercâmbio na Europa para aprimorar sua pesquisa, conhecimento e experiência.    

O Prof. Dr. Leonardo Botega aproveita para convidar toda comunidade para o FLISOL 2017 – Festival Latinoamericano de Instalação de Software Livre, maior evento de divulgação de Software Livre da América Latina. O evento acontece desde 2005 em diversas sedes nacionais e internacionais, e seu principal objetivo é promover o uso de software livre, apresentando seu ideal, seu alcance, avanços e desenvolvimento ao público em geral.

FLISOL 2017, 08 de abril no Univem. Inscrições em breve pelo site: www.compsi.univem.edu.br.


voltar

Últimos eventos | imagens
Dr Luiz Carlos de Macedo Soares recebe Título de Benemérito
[Ver o album]